Untitled Document

Acerte na medida do protetor de colchão:

Um bom colchão merece e deve ser cuidado, para garantir que ele ofereça a melhor qualidade de sono e durabilidade. Com o tempo perde o toque suave e nada melhor que uma capa protetora para protegê-lo de manchas e sujeiras. Para escolher a capa ideal para a medida do seu colchão deve se seguir algumas regrinhas básicas com a fita métrica, como medir comprimento, largura e altura.

Exemplo:

Medição do colchão:

Lembre-se que deve girar e virar o colchão a cada sete dias no mínimo para manter a conservação, podendo uma vez girá-lo e outra virá-lo (alguns tipos, os "on turn" ou "one face", não permitem esta prática). Girar¹ o colchão significa passar o lado dos pés para a cabeceira da cama e virar² é fazer com que a face superior do colchão fique sobre o estrado da cama, e vice-versa. O Objetivo desta medida é reverter a ação da gravidade, homogeneizando a espuma do colchão (mesmo no caso de colchões de moda).


Girar e virar o colchão são fundamentais para sua conservação:

O material utilizado para a confecção possui a composição poliéster que uni a resistência com o toque macio do algodão ajudam a aumentar a vida útil do colchão. Os tecidos mais comuns são: gorgurão, gorgurinho, piquet e superior. A diferença entre eles é a textura, maciez, e modelo que pode ter ou não debrum e normalmente são fechados com zíper.

Fonte: meucolchao

Como medir o tamanho ideal para sua cortina:

Uma vez que tenha aprendido o básico sobre as cortinas você poderá medir o tamanho exato para a sua janela, desvendando o mistério que ronda caimento do tecido, comprimento e distância do teto, as principais medidas são largura e altura. Para seguir com um conceito as medidas precisas são necessárias não somente no quesito preço, mas para especificar modelo e funcionamento também.

Vejamos algumas maneiras que os decores da Casa Abril dispõe para escolher a cortina ideal para o seu ambiente:

1 – Inadequado. Se a janela for baixa e você instalar o trilho ou o varão logo acima dela, a impressão será de achatamento do pé-direito do ambiente.

2 – Adequado. Se o pé-direito for bem alto, instale a cortina a meio caminho entre o teto e a parte superior da janela. Usando varões, é mais fácil regular a altura.

3 – Adequado. Para obter efeito de amplidão, um bom truque é que a cortina seja o mais alta possível. Hoje há até modelos de trilhos apropriados para fixação direta no teto.

4 – Inadequado. A cortina longa demais prejudica a circulação e acumula poeira. Para um toque dramático ao ambiente deixe que o tecido se esparrame sobre o chão, o caimento deve ser até 15 cm no chão, porém não é aconselhável.

5 – Adequado. A cortina ideal apenas toca o chão e deve ter o caimento leve, semelhante ao do voil. Por isso, faça a barra acima do nível do chão- de 1 á 4cm. (Fig.: 5)

6 – Adequado. A cortina curta apresenta praticidade, são mais fáceis na hora de lavar, práticas para movimentar e acumula pouca poeira. O ideal são cortinas com largura máxima de 2m, maiores que isso, fica desproporcional a janela. Por isso, faça o seguinte calculo para obter o tamanho exato da cortina curta - largura + 0,50cm e altura + 60cm.

Decore com listras:

As listras sempre serão bem vidas na hora de fazer o upgrade na decoração da casa, consideradas o pretinho básico dos decoradores, pois não saem de moda. Com cores e padrões que tornam a peça marcante como clássico da decoração.

Podendo provocar efeitos óticos desagradáveis, deve-se direcionar o olhar reformulando os espaços. Ao serem dispostas em paredes, pisos e cortinas as listras mantendo o equilíbrio sem exceder. Misturar listras e estampas não é proibido, contanto que seja feito com bom senso.

Abaixo seis dicas para incorporá-las aos ambientes, listadas pelos sites de decoração Real Simple, Mannes:

1. Use listras de alto contraste em pontos inesperados:

Para lavabos e corredores (espaços onde as pessoas não permanecem por muito tempo), as listras fortes podem dar um toque a mais (designer Darryl Carter). Já as listras com espaçamento regular são clássicas, mas podem proporcionar efeitos indesejáveis. As listras de espessuras e espaçamentos variados transmitem uma linguagem mais jovial e proporcionam movimento.

2. Combine o tamanho das listras com o tamanho da sala:

De maneira geral, quanto maior o espaço, mais amplas devem ser as listras na parede. As finas em um ambiente grande podem parecer uma simples textura de longe, enquanto as marcantes em locais pequenos ficam excessivas.

3. Misture acessórios listrados, florais e sólidos:

Uma dica para almofadas é juntar quatro estampas distintas, mas que contam com a mesma paleta de cores. Escolha uma com faixas largas, outra com listras estreitas, uma com floral delicado e, por último, uma de cor lisa.

4. Listras verticais:

Imponentes e masculinas, as listras verticais em paredes e cortinas criam a ilusão de altura – alongando as paredes - fazendo um espaço baixo parecer mais alto. Utilizadas em exagero podem estreitar o ambiente, deixando-o parecer menor do que realmente é.

5. Listas horizontais:

As listras horizontais fazem um corredor parecer mais longas, um teto mais baixo e aconchegante, ampliando o ambiente. Estas apresentam o efeito oposto às verticais, alargam e diminuem em altura o ambiente.

6. Listras clássicas:

As listras clássicas, de largura moderada e em dois tons, acrescentam aspecto tradicional ao ambiente.

Fonte: Real Simples; Mannes; Terra Vida e estilo.

Aprenda a organizar os jogos de cama:

Estamos sempre trocando o jogo de cama por higiene e capricho de manter a cama sempre bem limpa, organizada e com cheirinho de limpeza. Mas quantas vezes nos deparamos com espaços apertados no armário e dificilmente conseguimos dobrar a peça conforme estava na embalagem.

Partindo deste princípio vejamos algumas formas de arrumação para renovar o visual do armário.

1. Arrumação

Não jogue fora a alma do lençol, o papelão que vem na embalagem, pois serve para manter a peça bem dobrada. Fica mais fico e ocupa menos espaço e retém a umidade do ambiente, não deixando criar cheiro de roupa guardada.

As capas de edredom também devem ser dobradas como os lençóis, apesar de exigirem mais espaço no armário.

2. Renovando o visual

Invista em capas de edredom, mantas, almofadas, itens mais fáceis de serem trocados. Sempre em padrões ou tons que possam ser coordenados com a maioria das peças que Possi. Uma boa dica é comprar fronhas avulsas que podem mudar a cara do jogo de cama.

3. Vida útil

Se quiser prolongar a vida dos lençóis, aumente o número de peças para não usá-los com tanta freqüência. Segunda os consultores, o ideal são 12 conjuntos de lençol e seis capas de edredom. É recomendado o uso de sabão neutro e nunca adicionar produtos com ação alvejando durante a lavagem.

4. Cara de recém- passado

Um truque muito simples para tirar o aspecto de amarrotado dos lençóis é borrifar uma mistura de 30% álcool e o resto de água sobre eles para, em seguida, passar as mãos por cima.

5. Cheirinho de recém- tirado do armário

Substitua a solução de álcool e água pelas águas para perfumar - aromatizantes de ambientes. Depois borrife sobre o lençol, passe as mãos para esticar o tecido, espere secar por uns minutos e arrume a cama.

6. Evite perder as peças do seu jogo de cama

Faça uma revisão em seu armário. Coloque as roupas de cama dentro das fronhas, jogo por jogo, evitando perder as peças.

7. Como dobrar perfeitamente o lençol com elástico

- Vire o lençol do avesso. Encaixe cada uma das mãos em duas das extremidades com elástico. Junte as mãos e coloque uma extremidade dentro da outra, alinhando os elásticos. Isso vai formar uma espécie de bolso.

- Mantenha uma mão dentro desse bolso e, com a mão livre, traga as outras duas extremidades do lençol. Ajeite cada uma sobre o bolso.

- Mantenha os elásticos alinhados. Coloque o lençol sobre uma superfície lisa, com os elásticos virados para cima.

- Esconda o elástico: dobre uma das laterais com elástico em direção ao meio e depois o cubra com a lateral oposta, que não tem elástico.

- Dobre o retângulo formado ao meio quantas vezes desejar até ficar do tamanho de sua preferência.

Fonte: Paulo Bau/ UOL / revistacasaejardim / suacasadicas

Aprenda renovar a decoração com capas de sofá:

De tempos em tempos, surgem pequenas idéias que resolvem grandes problemas e as capas para sofás é um destes. Originalmente confeccionada de maneira simples, apenas para proteger os tecidos que revestem os sofás e com o tempo foram transformando-se em uma opção bonita e contemporânea para a decoração.

Usadas para compor ambientes descontraídos em casa de veraneio, de campo e em salas, as capas conquistaram o espaço dentro de casa, normalmente aparecem em cores neutras e em tecidos que possibilitam lavagem em casa, especialmente onde habitam crianças e animais.

Em algumas situações, as capas assumem o papel estético, e então, podem ser feitas com tecidos mais nobres como linhos e veludos. De qualquer maneira, o ar despojado é uma característica marcante e com inovação. A decoração com a capa atualmente oferece diversos tipos de cores, matérias e estampas, deixando a sua sala de cara nova e com uma aparência muito elegante.

Prática e moderna podem ser 100% algodão ou algodão e poliéster que apresenta toque confortável e resistência ao lavar, prolongando a durabilidade do seu sofá com aconchego e deixando o ambiente agradável aos seus convidados também.

Escolha a que encaixa perfeitamente, vestindo o estofado como se fosse uma roupa. Com a mudança na decoração e os moradores podem sentir-se á vontade, sem se preocupar em sujar o sofá novo ou causar danos maiores.

Fonte: casosdecasa

Como escolher as cores certas:

Uma das formas de analisar o uso de cores em um ambiente é observando-se o esquema de cores usado. A cor é considerada um dos itens mais importantes na decoração, são pontos de interesse para cada elemento do ambiente que concretiza a exposição de um estilo. Mas, restrinja a quantidade de cores diferentes em ambientes pequenos, é uma medida de evitar "excesso de informação", sensação de "bagunça e desconforto visual".

Tudo depende do seu estilo e o que desejar passar visualmente a sua casa como conforto, elegância, leveza, luminosidade ou a junção de vários. Misture, brinque, abuse das cores e padronagens, elas podem realçar o seu ambiente em pequenos detalhes como cortinas, mantas, almofadas, tapetes, lençóis e entre outros. Mas tome cuidado para não exagerar, utilize sempre a frase "menos é mais".

Para não errar na escolha vejamos o significado das cores e o que simbolizam na decoração:

Branco

É maravilhoso, expressivo, estimula os sentidos e a sensação de paz. Não é muito utilizado para carregar um ambiente todo, pois quando em excesso promove cansaço visual. Muito lindo em revistas e imagens, mas pessoalmente não é convidativo.

Na decoração o branco para as paredes ou cortinas é ótimo, passa amplitude e claridade, combine com a mistura de estampas e cores em objetos como almofadas, tapetes e entre outros.

Amarelo

A sensação passada pelo amarelo é a de ação, pois ela age diretamente no sistema nervoso central, estimulando o encorajamento e a realização.

Se desejar dar o "ar" de luminosidade ao ambiente ou realçar artigos de decoração use o amarelo no qual cria o efeito visual. No caso, varia a tonalidade do amarelo, mas use com moderação os tons fortes e vibrantes – use para realçar pequenos detalhes, pois, pode passar irritação quando em excesso.

Laranja

A cor mais quente e contagiante da palheta de cores. Tem a função de estimular e alegrar visualmente com marinho, tons de cinzas e deixa elegante com nude e rosê, perfeito para cortinas e lençóis. Em estofados, mantas e capas de sofá misture com marrom, ocre ou tons terrosos.

Evite usar a cor em cômodos e/ou em todas as paredes, pois pode promover irritabilidade nas pessoas, além de deixar o ambiente com "ar" ultrapassado.

Vermelho

Com ação poderosa sobre o estado de ânimo, o vermelho estimula a agressividade, irritabilidade e a fadiga. Porém, há povos que gostam muito e usam em vários aspectos como os italianos e chineses.

O vermelho com tons neutros funciona: os neutros ficam menos previsíveis e o vermelho fica menos chamativo. Indicado com marinho para a elegância, tons acinzentados criando coordenações originais, com verde-pinho e petróleo e clássicos com marrons e cáquis. Por fim, a decoração de objetos, almofadas, mantas e cortinas é misturar, usando na moda – vestuário - como referência, a novidade não é o vermelho em "si" e sim a maneira esperta de como escolher usar a cor.

Verde

Tem efeito calmante, relaxa e tranqüiliza. Psicologicamente passa a impressão de distância e leveza. A cor verde tem o efeito calmante, mas se usado sem controle, pode tornar o ambiente monótono e sem graça. É uma ótima cor para ser aplicada em ambientes onde se quer propagar tranqüilidade.

Quebre o monótono do verde com objetos em tons neutros como indicado na palheta. Para alegrar o cômodo da casa use florais com detalhes em verde como a Cortina Floral Flamê.

Azul

Também tem efeito calmante, porém ele é vitalizante também. Outra característica da cor azul é a impressão de distância e refrescante. Em excesso transmite torna o ambiente frio e vazio.

O adequado é inserir peças chaves na decoração como capas de estofados, mantas e almofadas. No jogo de cama passa paz, o que ajuda durante o sono.

Preto

É a falta de cor (quando luz) e a mistura de todas as cores (quando pigmento – tinta). Quando bem usado é sofisticado, misterioso, clássico e profundo. Quando mal usado, escurece, entristece, pesa.

Em pequenas doses, combina com quase todas as cores, pois é uma cor neutra neste caso. Em maior quantidade impacta com o amarelo, sofistica com o branco - como a cortina floral flame -, o vermelho fechado, o cinza, azul e o marrom claro, o dourado. Se o ambiente tiver mais branco que preto, ele ficará iluminado, “maior” e a cada peça preta será destacada ao máximo e em ambientes muito grandes, pode ser fundamental. Para deixar o ambiente mais feminino use com lilás claro e rosa.

Dicas

- A composição de tons de uma só cor também fica boa e pode ser feita mesclando os mais claros com os mais escuros.

- Escolha um tom para servir de base e um mais vibrante para a parede, levando em conta a cor dos móveis e das cortinas.

- Em ambientes pequenos, a regra geral é usar cores que “afastem, como o azul e o verde; se a intenção é estimular a sensação de aconchego, opte por cores escuras e vibrantes, como o vermelho e o amarelo.

- Na cozinha, fuja da ditadura do branco com detalhes em cores quentes e estimulantes, como vermelho, laranja e amarelo.

- O excesso de luminosidade de uma parede branca atrás da televisão atrapalha a concentração na tela.

Fonte: simples decoração / oficina de estilos / folha de São Paulo

Como surgem as "bolinhas" (Pelling) nos tecidos:

As "bolinhas" podem ser ocasionadas em função da composição, construção, acabamento do tecido, tipo de fios utilizados, uso do produto e a lavagem utilizada. As bolinhas são desgastes acentuados e sempre passam a imagem de desleixo e deselegância, por mais linda que seja a peça. Vejamos algumas explicações:

Composição

Sabe-se que quanto maior o percentual de poliéster presente no tecido, maior a probabilidade de fazer "bolinhas". Em função disso, as empresas estão utilizando cada vez mais, tecidos nobres, com um mínimo de 50% de algodão na composição.

Construção / Tipo de fio utilizado

Quanto mais longo o fio de algodão, menor a chance de aparecimento de "bolinhas" – fibras longas proporcionam maior durabilidade e conforto, além do toque macio. Conta-se também a quantidade de fios por polegada: quanto maior essa quantidade for, mais nobre e refinado o produto acabado se torna e a durabilidade é maior.

Acabamento

O processo empregado no acabamento é chamado de fase de tingimento ou estamparia dos tecidos que se chama “chamuscagem”. Esse processo é o maior contribuidor para aparecimento de "bolinhas".

Utilização dos produtos

A fricção e o atrito durante o uso e lavagem do produto são considerados os vilões no surgimento de bolinhas na superfície em questão. Máquina de lavar em excesso ou cheia, esfregar demais com as mãos, alças de bolsas que passam sobre a roupa. Em função disso, recomenda-se que sejam tomados cuidados especiais como não misturar com produtos de composições diferentes – observe sempre a etiqueta de composição - roupas de banho e não sobrecarregar a máquina de lavar, porque sobrecarrega as fibras.

Fonte: Personalorganizetudonolugar / oficinadeestilo

Deixe sua cama arrumada iguais ao de hotéis luxuosos:

Para deixar a cama parecida com as de hotéis conceituados ou de catálogos seguiremos com o ponto chave que está na organização das peças e cuidados que levam no máximo cinco minutos. E para transformar a sua cama num cenário de sonhos vejamos os segredos:

1. Colocar a saia - box

Basta retirar o colchão, acomodar a saia sobre o somier (parte inferior das camas box) e recolocar o colchão deixando a saia bem esticada. Esse passo é indispensável para cobrir o somier e os pés da cama à mostra.

2. Colocar o protetor de colchão

Encaixe o elástico em cada uma das pontas. Esse protetor aumenta a vida útil do colchão e ainda aumenta a sensação de maciez.

3. Colocar o jogo de lençóis

O lençol inferior com elástico é sempre mais prático e deixa a cama lisinha. O Sobre lençol deve ter dobra feita para puxá-lo até a parte da cabeceira da cama. Caso o lençol não tenha a dobra, deslize até a cabeceira da cama deixando no máximo 10cm para encaixe perfeito do mesmo.

4. Alinhar o edredom

O edredom deve ser colocado de modo que a queda nas laterais e na parte da frente tenha o mesmo tamanho. A sobra de edredom da cabeceira deve ser virada junto a sobra do lençol, caso contrário apenas dobre o restante do edredom sobre o lençol.

5. Toque de sofisticação

O toque de sofisticação por conta da colcha, que deve ser dobrada e colocada aos pés da cama, ou logo abaixo da vira do edredom.

6. Aconchego

Para deixar a cama com aspecto fofo e de aconchego abuse das combinações de travesseiros e almofadas. Lembre-se de usar no mínimo seis travesseiros. Hoje, existem modelos quadrados, retangulares, redondos e entre outros, abuse das formas geométricas, brinque com a decoração.

A principal dica para saber se a cama está bem arrumada é jogar uma moedinha em cima, se ela "quicar" é porque está perfeita, caso contrário não desanime, arrume de novo que logo estará acostumada.

Home

Institucional

Produtos

Catálogo

Representantes

Trabalhe Conosco

Sugestões

Dicas

Fale Conosco

Produtos

Cama

Mesa

Decoração

Contato

Vendas: comercial@vikatex.com.br

Fone/Fax: +55 47 3437.0306

Endereço

Rua: Toribio Soares Pereira
Número: 678 - 89227-200
Iririú - Joinville.SC

Redes Sociais

Facebook

Twitter

LinkedIn

© 2012 VIKATEX Conforto e Qualidade para seu Lar - desenvolvimento

echo '';